Coliseu dos Recreios

Coliseu, um marco histórico

No dia 14 de Agosto de 1890 é inaugurada uma grande sala de espectáculos, o novo Coliseu dos Recreios. Vicissitudes várias levaram ao desaparecimento de outras casas lúdicas, sendo então urgente a construção deste novo espaço, erigido de raiz na Rua das Portas de Santo Antão e aberto ao público ainda longe das obras terminadas.

Tendo o contributo de artistas estrangeiros, o Coliseu dos Recreios foi inovador na introdução da arquitectura do ferro, ainda insipiente em Portugal, através da espectacular cúpula em ferro, com 25 metros de raio, vinda da Alemanha, encomenda feita à firma Hein Lehmann e C.ª. O telhado, também em ferro foi instalado em 1889, da responsabilidade do engenheiro Lacombe. O traço da obra deveu-se aos engenheiros Goulard, pai e filho e ao português Manuel Garcia Júnior; a construção metálica coube a Castanheira das Neves e a decoração ao pintor António Machado. Do arquitecto Cesare Ianz é o projecto da fachada do edifício, última parte concluída, de três pisos, com motivos decorativos em reboco e algumas carrancas, que lhe conferem e aumentam a grandiosidade.

O Coliseu dos Recreios assumiu-se sempre como uma sala de espectáculos popular, estabelecendo preços baixos e apresentando espectáculos de diversos tipos, entre os quais a ópera (poucos anos antes, em 1887, tinha aberto ao público um outro Coliseu, na Rua da Palma, no qual também funcionaram companhias de ópera mas que teve uma vida muito mais efémera). O Coliseu evidenciou-se especialmente no campo da ópera durante a Primeira República, constituindo então uma alternativa ao S. Carlos: em Dezembro de 1916 estreou-se uma companhia, organizada por Ercole Casali, da qual faziam parte Elvira de Hidalgo e Tito Schipa, e a partir daí cantaram no Coliseu nomes como Alfredo Kraus, Antonietta Stella, Carlo Bergonzi, Elena Suliotis, Fiorenza Cossotto, Joan Sutherland, Piero Cappuccilli, Tito Gobbi ou Tomás Alcaide. Entre 1959 e 1981 os espectáculos líricos passaram a ser organizados em colaboração com o S. Carlos, oferecendo a possibilidade de ouvir algumas das grandes vozes que vinham a Lisboa por preços acessíveis.

Que espectáculos gostaria de ver no coliseu:

Responder
Agenda de Espectáculos
«março de 2020»
sábdomsegterquaquisex
29123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031123
45678910

185x 240_V2

Produzido por ETNAGA para Coliseu dos Recreios - Todos os Direitos Reservados

Principais Apoios:

BOL - Sistema de Gestão de Bilheteiras
 

EXMO PÚBLICO;

 

Na sequência do Plano Nacional de Preparação em Resposta ao novo Coronavírus (Covid-19)e, de acordo com as orientações da Direção-geral de Saúde no sentido de diminuir a evolução epidemiológica, a Administração do Coliseu dos Recreiosirá encerrar o Teatro Coliseu, no período de Sábado 14 de Março de 2020 até Terça-feira dia 31 de Março 2020.

Estamos ao Vosso dispor através dos meios de comunicação alternativos:

Site Coliseu de Lisboa:  www.coliseulisboa.com

Contactos comerciais:mjoao@coliseulisboa.com / marketing@coliseulisboa.com

Contacto bilheteira:bilheteira@coliseulisboa.com 

Sensibilizamos, para que juntos, seja possível ultrapassar esta fase menos positiva e em breve, contamos convosco nos nossos Concertos!